AUDIÊNCIA PÚBLICA

Dia Livre de Impostos expõe necessidade debate sobre carga tributária

Lojistas vão oferecer produtos e serviços descontando o valor dos impostos no mesmo dia que a CMBH vai debater sobre encargos cobrados

quarta-feira, 26 Maio, 2021 - 15:15
Tela do computador com os participantes da reunião
Foto: Bernardo Dias/CMBH

Nesta quinta-feira (27/5) mais de 300 lojas em Belo Horizonte participam do movimento Dia Livre de Impostos e vão oferecer produtos e serviços com descontos de até 70%. Para discutir sobre a complexa e elevada carga tributária como empecilho ao desenvolvimento econômico na capital mineira, a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário realiza audiência pública, também nesta quinta-feira (27/5), às 13h30, no Plenário Camil Caram. O requerimento assinado pelo vereador Braulio Lara (Novo) foi aprovado durante reunião extraordinária da comissão nesta quarta-feira (26/5), quando ficou definido que os convidados serão comunicados pelos vereadores e participarão de forma remota. Vereadores e convidados participam da reunião por videoconferência e a população também pode participar do debate enviando perguntas, comentários e sugestões por meio de formulário eletrônico já disponível no Portal CMBH.

Braulio justificou o pedido alegando que a tributação atual limita o crescimento da economia e restringe o poder de compra da população. “É importante mostrar para a população o impacto da carga tributária na vida de todos. O dia da liberdade de impostos é um movimento que já vem sendo trabalhado há mais tempo e vai ser uma honra fazer essa audiência pública no mesmo dia que é que ocorre esse movimento”, afirmou.

O Dia Livre de Impostos é promovido pela Câmara de Dirigentes Logistas (CDL) com o objetivo de conscientizar a população sobre as altas cargas tributárias que são cobradas no país. A expctativa é que cerca de 1710 lojistas em 244 cidades participem do movimento descontando o valor dos impostos de produtos e serviços. Só em Belo Horizonte, segundo informa o site da CDL, neste ano, já foram arrecadados mais de R$1,6 bilhão em tributos. Ainda de acordo com o site da CDL, o dinheiro arrecadado com impostos não é revertido em programas sociais de qualidade e entre os países com maior carga tributária do mundo, o Brasil é o que dá o pior retorno à sua população, em relação ao valor arrecadado, no que diz respeito a serviços públicos de qualidade. 

Participaram da reunião os vereadores Wesley (Pros), Gilson Guimarães (Rede), Henrique Braga (PSDB) e Rogerio Alkimim (PMN). 

Assista ao vídeo da reunião na íntegra.

Superintendência de Comunicação Institucional

2ª Reunião Extraordinária - Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário