VISITAS TÉCNICAS

Estrutura, higiene e atendimento serão verificados em centros de saúde

Vistorias em unidades das regionais Norte e Nordeste são nesta quarta (6/7) e devem contar com a presença de representantes da PBH

terça-feira, 5 Julho, 2022 - 18:00
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

Avaliar as condições estruturais, de higiene, de atendimento e demais serviços básicos dos Centro de Saúde.  Este é o objetivo das visitas técnicas que a Comissão de Saúde e Saneamento fará às unidades básicas localizadas em bairros das regiões Norte e Nordeste. Solicitadas pelo vereador Léo (União), as agendas acontecem nesta terça-feira no período da manhã nos Bairros Jaqueline, Capitão Eduardo e Novo Aarão Reis.

Norte e Nordeste

A primeira unidade a ser visitada pela comissão é o Centro de Saúde Jaqueline I, às 9h. A unidade fica na Rua Agenor de Paula Estrela, nº 1110, no Bairro Jaqueline, na Regional Norte.

As visitas prosseguem no período da manhã e se estendem a unidades da Regional Nordeste. Às 10h, a comissão vai ao Centro de Saúde Novo Aarão Reis que fica na Av. Detetive Eduardo Fernandes, nº 200, no bairro de mesmo nome; e às 11h vai ao Centro de Saúde Capitão Eduardo, que fica na Rua Ângela Benareges, nº 10.

Em todas as três vistorias o objetivo é avaliar as condições estruturais, de higiene, de atendimento e demais serviços básicos das unidades. Para contribuir com as vistorias, foram convidados representantes das Coordenadorias de Atendimento das Regional Norte e Nordeste; da Secretario Municipal de Obras e Infraestrutura e da Secretaria Municipal de Saúde.

Porta de entrada do SUS

O Centro de Saúde é a principal porta de entrada do usuário no Sistema Único de Saúde (SUS) e o coordenador do cuidado no território. Estas unidades integram a Atenção Primária à Saúde (APS) no sistema SUS e devem possuir equipes de saúde da família formadas por enfermeiro, médico, auxiliar/técnico de enfermagem, agente comunitário de saúde, dentista, auxiliar/técnico em saúde bucal. Cada equipe é responsável por um determinado número de famílias em uma área geográfica definida. Estes equipamentos costumam oferecer também os profissionais de apoio: clínico, ginecologista, pediatra, psiquiatra, psicólogo, assistente social, nutricionista, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, farmacêutico, educador físico e equipe de zoonoses. Todos estes profissionais compõem a APS e são responsáveis pela assistência, prevenção de doenças, promoção da saúde, coordenação do cuidado, monitoramento e acompanhamento da população de sua área de abrangência. Os principais serviços ofertados pela APS são: escuta pela equipe, vacinação, consultas, curativos, farmácia, grupos operativos, visitas domiciliares, controle de vetores.

Atualmente, Belo Horizonte conta com 152 centros de saúde e 596 equipes de Estratégia Saúde da Família. As unidades estão distribuídas pelas nove regionais da cidade e os endereços disponíveis no portal da Prefeitura.

Superintendência de Comunicação Institucional