SISTEMA VIÁRIO

Comissão pedirá à BHTrans sinalização para pedestre na Rua Canoas, no Betânia

Travessia perigosa no cruzamento com a Rua Úrsula Paulino leva risco a moradores, sobretudo às pessoas com deficiência

quinta-feira, 4 Outubro, 2018 - 17:45
Foto: Rafa Aguiar/CMBH

Moradores do Bairro Betânia, Região Oeste de Belo Horizonte, enfrentam riscos ao atravessar a Rua Canoas, no cruzamento com a Rua Úrsula Paulino. Para evitar acidentes, a comunidade cobra do Executivo a instalação de sinalização para pedestres. O problema foi avaliado em visita técnica realizada pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário nesta quinta-feira (4/10), por requerimento do vereador Irlan Melo (PR). O parlamentar apontou, ainda, a necessidade de nova pintura nas faixas de pedestres já existentes no local, de rebaixamento de via na faixa e sinalização sonora visando atender, respectivamente, pessoas com mobilidade reduzida e deficientes auditivos.

 “Aqui é um cruzamento de duas vias bem movimentadas. Apesar de ser uma rua, a Úrsula Paulino tem o porte de uma avenida. E no cruzamento não tem nenhum sinal específico para pedestre”, justificou o Irlan Melo. Ele argumentou que, na Rua Canoas, no segundo ponto do cruzamento das vias (no sentido Centro-Bairro, localiza-se depois da Úrsula Paulino), o risco da travessia é grande para deficientes visuais, pois os veículos que trafegam pela Rua Úrsula Paulino podem dobrar à direita na Canoas, justamente onde está a passagem sem sinalização. No ponto de travessia oposto isso não ocorre, mas o trecho também possui apenas semáforo e o fluxo veicular é intenso.

BHTrans

O analista de Transporte e Trânsito da BHTrans, José Renato Oliveira, explicou que a instalação de sinalização semafórica para pedestres prejudica o fluxo de veículos, devido à temporização do sinal. “Aqui é uma via que tem um movimento muito grande, passam várias linhas de ônibus. Qualquer interferência tem um impacto no trânsito, tanto no sentido centro como no sentido bairro. Mas a gente entende que a segurança do pedestre é mais importante do que isso”, garantiu. Segundo ele, a BHTrans  já tem projeto para colocação da sinalização, mas aguarda a alocação de verba.  

 “É uma demanda muito pertinente. Ao visitar o local, a gente vê que o fluxo de pessoas é muito grande, e isso [falta de sinalização] precisa ser corrigido. Então temos que unir os esforços, tanto da Regional quanto da BHTrans, e tentar resolver isso o mais rápido possível”, afirmou o coordenador da Regional Oeste, Sylvio Malta.

O vereador Irlan Melo (PR) informou que, por meio da Comissão, vai solicitar à BHTrans qual é a previsão de implementação do projeto, bem como demandar o apoio da Coordenadoria de Atendimento Oeste para que ele saia do papel.

Superintendência de Comunicação Institucional

Em atendimento às restrições previstas na legislação eleitoral, os conteúdos noticiosos publicados neste portal e nas redes sociais da Câmara de BH deixarão de mencionar nomes de vereadores que disputarão cargos na próxima eleição. As limitações ocorrerão no período de 7 de julho a 7 de outubro de 2018.

 

Comissão Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário - Visita técnica para verificar as condições e estudar a possibilidade de implementação de um semáforo de pedestres na Rua Canoas, esquina com Rua Úrsula Paulino, Bairro Betânia.