AUDIÊNCIA PÚBLICA

Segurança dos ciclistas e sinalização da Ciclovia da Lagoa da Pampulha em pauta

Reforma recente do local, promovida pela PBH, será avaliada. Entre os itens em discussão está a retirada de quebra-molas

segunda-feira, 25 Julho, 2022 - 16:45
Ciclista passeia na Orla da Lagoa da Pampulha, durante o dia.
Foto Amira Hissa/PBH

A Lagoa da Pampulha é um dos pontos turísticos mais conhecidos de Belo Horizonte e atrai frequentadores tanto para contemplação e passeio quanto para a prática de esportes como corrida e ciclismo. A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário vai realizar, nesta quarta-feira (28/7), às 13h30, no Plenário Amynthas de Barros, audiência pública solicitada por Jorge Santos (Republicanos) para tratar de temas referentes à ciclovia da Lagoa. A população poderá acompanhar o debate pelo Portal da CMBH e também enviar perguntas e sugestões por meio de formulário já disponível.

De acordo com Jorge Santos, os temas em pauta são a segurança dos ciclistas ao longo da orla da Lagoa da Pampulha, a sinalização e retirada dos quebra-molas ao longo da ciclovia, e o debate e avaliação das obras para implantação de infraestrutura cicloviária. O vereador explicou que o projeto da ciclovia da Lagoa da Pampulha é uma reivindicação da qual participa há mais de dez anos. Ele disse que, para que a revitalização recente fosse realizada, incluindo a instalação de ciclovia elevada com pintura de faixas e instalação de passarela elevada, houve uma licitação no valor de R$ 5 milhões. “A ciclovia nem foi inaugurada e a gente está vendo muito erros no local em relação ao projeto. Vamos fazer esta audiência para debater sobre o que foi feito com os R$ 5 milhões, por que a tinta da sinalização está soltando, o cimento está rachando e houve atraso na obra. Vamos debater porque, estando a sua inauguração próxima, ela já apresenta esses problemas”, afirmou.

Os convidados sugeridos são representantes das secretarias municipais de Obras e Infraestrutura, de Governo, da Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) e da coordenadoria de Atendimento Regional Pampulha. Também foram convidados os representantes da Construtora Alvarenga Santos Ltda., da Sigma Engenharia Indústria e Comércio Ltda., da JVF Empreendimentos EIRELI, e os cidadãos Gustavo Paiva, Gustavo Diocleciano e Pedro Gomes.

Orla da Lagoa

Em novembro de 2019, a imprensa noticiou que a Orla da Lagoa da Pampulha estava com a sinalização do asfalto ilegível e sem placas de sinalização, o que facilitava o estacionamento de veículos em locais indevidos. Já em março deste ano, durante as obras, frequentadores reclamaram que estavam disputando espaço entre si e com os veículos.

Na última sexta-feira (22/7), a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte anunciou a conclusão da reforma da ciclovia da Orla da Lagoa da Pampulha, no trecho de 7,1 km, que fica entre a Rua Garopas e o Clube Belo Horizonte, liberando o local para o uso da população. Entre as modificações feitas no trecho mencionado estão a elevação da pista de bicicletas para o nível da calçada, a ampliação da largura da ciclovia para 2,5 metros, compatível com ciclovias bidirecionais e com grande fluxo de ciclistas, e a instalação de separação física da pista de caminhada por jardins e adequações geométricas.

O projeto contemplou, ainda, a execução de travessias de pedestres elevadas nas interseções da pista de tráfego dos veículos para proporcionar segurança aos pedestres, inclusive para aqueles com mobilidade reduzida. Além disso, houve a implantação de novas sinalizações vertical e horizontal, com placas e pintura no solo. Com as obras concluídas em julho deste ano, toda a ciclovia da Orla da Pampulha, que tem extensão de 18 km, está no nível da calçada. Além da ciclovia da Pampulha, Belo Horizonte conta, atualmente, com 105 km de ciclovias. 

 Superintendência de Comunicação Institucional