MEIO AMBIENTE E POLÍTICA URBANA

Audiência vai debater pouso e decolagem de helicópteros em BH

Aprovada, ainda, visita técnica para identificar nascentes e analisar criação de parque ciliar no Bairro Estoril

terça-feira, 28 Junho, 2022 - 16:15
Os vereadores Wanderley Porto e Duda Salabert sentados à mesa na reunião da Comissão de Meio Ambiente, Defesa dos Animais e Política Urbana
Foto Karoline Barreto/CMBH

Os diversos aspectos que envolvem pousos e decolagens de helicópteros no Município de Belo Horizonte serão tema de audiência pública a ser realizada no dia 5 de julho. A decisão foi tomada nesta terça-feira (28/6) pela Comissão de Meio Ambiente, Defesa dos Animais e Política Urbana, que também aprovou pedido de informação sobre a utilização, para projeto social, de imóvel situado na Rua Ajair de Almeida Costa, 540, Bairro Mantiqueira. O pedido é endereçado ao prefeito Fuad Noman (PSD) e ao secretário Municipal de Política Urbana, João Antônio Fleury. Foram aprovadas ainda duas visitas técnicas. A primeira tem o objetivo de identificar nascentes e realizar estudos para a criação do Parque Ciliar do Cercadinho, na Rua Engenheiro Carlos Goulart, em frente à sede da BHTrans, no Bairro Estoril. A segunda pretende verificar as condições físicas e de funcionamento do Parque Guilherme Lage e a possibilidade da implantação de uma base de treinamento do Grupo de Operação com Cães (GOC) da Guarda Civil Municipal no local. Audiência pública que tem como objetivo debater os riscos socioambientais para o Município de Belo Horizonte frente à implantação de novos empreendimentos minerários, em especial no tocante à Mineração Gute Schit Ltda, teve data alterada e irá ocorrer no dia 26 de julho, às 13h40, no Plenário Helvécio Arantes. Confira aqui os documentos e o resultado completo da reunião.

Pousos e decolagens de helicópteros

Aprovada pela comissão, audiência pública agendada para o dia 5 de julho, às 13h40, no Plenário Helvécio Arantes, pretende discutir sobre pousos e decolagens de helicópteros no Município de Belo Horizonte. O evento, solicitado pelo vereador Léo (União), terá como convidados o secretário Municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck; o secretário Municipal Adjunto de Meio Ambiente, Guilherme Lana Pimenta; e os representantes da PHV Engenharia, Hélcio Neves; e da Uma Gestão de Projetos, Cynthia Pimentel. 

Segundo informações de empresa líder em vôos fretados na Região Sudeste do Brasil, o mercado de táxi aéreo em Belo Horizonte é o terceiro maior do Brasil com grande oferta de serviços feitos por helicópteros. Além de possuir aeroportos e helipontos que se adequam aos mais diversos tipos de viagens, BH tem helipontos distribuídos na região central da cidade e nas proximidades dos aeroportos da Pampulha e de Confins. Segundo dados da Associação Brasileira de Pilotos de Helicóptero (Abraphe), levantamento feito em 2013 mostra que BH teve um aumento do número de helicópteros maior que o brasileiro. Enquanto no Brasil esse incremento era de 20%, a capital mineira ostentava 30% de crescimento. Neste mesmo ano, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) mostrava que 58 aeronaves faziam cerca de 50 pousos e decolagens por dia em Belo Horizonte.  

Projeto social

A utilização de imóvel localizado na Rua Ajair de Almeida Costa, 540, Bairro Mantiqueira, Região de Venda Nova, é tema de pedido de informação do vereador Nikolas Ferreira (PL). Endereçado ao prefeito Fuad Noman e ao secretário Municipal de Política Urbana, João Antônio Fleury, a solicitação foi aprovada pela comissão na reunião desta terça. O requerimento contém questionamentos sobre quem seria o dono do imóvel, com pedido de apresentação de matrícula atualizada; se ele está sendo utilizado atualmente, e qual a finalidade da utilização. Nikolas também quer saber se existe a possibilidade de uso do espaço para o desenvolvimento de atividades ligadas a projeto social. Caso haja possibilidade de se assegurar tal utilização, o vereador solicita dados relativos ao custo mensal  de manutenção do imóvel. 
 
Parques e identificação de nascente

O colegiado aprovou, ainda, a realização de duas visitas técnicas. A primeira foi solicitada por Duda Salabert (PDT) e tem como objetivo identificar nascentes e realizar estudos para a criação do Parque Ciliar do Cercadinho, em área localizada na Rua Engenheiro Carlos Goulart, em frente à sede da BHTrans, no Bairro Estoril. A visita está marcada para o dia 7 de julho, às 9h. Foram convidados os secretários municipais de Obras e Infraestrutura, Leandro César Pereira; de Meio Ambiente, Mário Werneck; o presidente da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, Sérgio Augusto Domingues; e a cordenadora de Administração Regional Oeste, Luciana Carvalhais. Também foram convidados o diretor executivo da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Carlos Eduardo Tavares de Castro; e os representantes da sociedade civil, Carla Magna e Felipe Gomes. 

A segunda visita aprovada foi requerida por Rubão (PP) com a finalidade de verificar as condições físicas e de funcionamento do Parque Guilherme Lage e averiguar a possibilidade da implantação no local de uma base de treinamento do Grupo de Operação com Cães (GOC) da Guarda Civil Municipal. A visita foi agendada para o dia 13 de julho, às 9h30, na Rua Angola, 665, Bairro São Paulo. Rubão disse ter recebido denúncias de que alguns parques de Belo Horizonte encontram-se abandonados e afirmou que a visita pretende ainda verificar as condições físicas e de funcionamento do parque. Rubão sugeriu que sejam convidados o superintendente de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), Henrique Castilho, e um representente da Guarda Civil Municipal e do Grupo de Operação com Cães (GOC). 
 
O colegiado aprovou ainda, o adiamento da audiência pública que irá debater os riscos socioambientais para o Município de Belo Horizonte frente à implantação de novos empreendimentos minerários, em especial no tocante à Mineração Gute Schit Ltda. Solicitada por Duda Salabert (PDT), a audiência, que estava marcada para o dia 19 de julho, foi remarcada para o dia 26 de julho, às 13h40, no Plenário Helvécio Arantes.   
 
Superintendência de Comunicação Institucional