AUDIÊNCIA PÚBLICA

Reabertura de escolas aos fins de semana para atividades extraclasse em pauta

Melhoria de índices da covid-19 pode ter criado ambiente favorável para retomada de atividades extracurriculares nas escolas municipais

terça-feira, 31 Maio, 2022 - 07:30
Mais de 40 pessoas praticam atividade física em quadra de escola, orientados por uma mulher, durante o dia.
Foto: Carlos Avelin/PBH

A queda nos índices de infecção pelo coronavírus trouxe grande expectativa sobre a retomada de atividades presenciais, nas mais diversas áreas, oferecidas pela Prefeitura de Belo Horizonte. Pensando nisso, a Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo vai promover, na quinta-feira (2/6), audiência pública para debater o retorno do Programa Escola Aberta, que oferece atividades aos finais de semana em escolas municipais da cidade. Solicitada por Léo (União), a audiência irá acontecer às 13h, no Plenário Helvécio Arantes. A população interessada pode assistir à reunião de forma presencial e participar enviando perguntas, comentários ou sugestões utilizando formulário já disponível no Portal CMBH.

Apoio às comunidades

Douglas Henrique de Souza é presidente da Comissão do Programa Escola Aberta. Segundo ele, é preciso discutir o retorno das atividades oferecidas pelo programa, que estão suspensas desde março de 2020 devido à pandemia da covid-19. “O motivo da audiência pública é (o interesse em) retomar as atividades do Programa Escola Aberta nas escolas municipais de BH. Não é mais obrigatório o uso se máscaras em ambiente fechado e muitas atividades esportivas já podem ser feitas. Estamos reivindicando à secretária uma explicação sobre o motivo da suspensão temporária das atividades e também sobre o destino dos recursos reservados para o programa dentro da Secretaria Municipal de Educação (Smed)", explicou Eduardo, afirmando que o Escola Aberta é importante por ser um amplo programa que oferece cursos diversos "dentro da realidade de cada comunidade.”

Além de Douglas Henrique, foram convidados para participar do debate desta quinta (2/6) a secretária municipal de Educação, Ângela Dalben e o vice-presidente da Comissão do Programa Escola Aberta, Paulo César Gomes. Também foram convidados os seguintes representantes regionais da comissão: Márcia Arazott e Eduardo Douglas Morais, da Regional Centro-Sul; Maria Aparecida Costa e Iracilda de Souza, da Regional Venda Nova; Liciete do Lago Abreu; da Regional Norte; Magna Carla Carvalho Ribeiro, da Regional Barreiro; Kátia de Araújo Gomes da Silva, da Regional Nordeste e Wilson Wagner Brandão Ribas, da Regional Leste. 
 
Segundo a PBH, antes da paralisação, o Programa Escola Aberta oferecia diversificada programação aos sábados e domingos, em 173 escolas municipais da cidade. São atividades para toda a família que ocorrem quando as escolas são transformadas em espaços alternativos de aprendizagem, lazer e cidadania. Mais de 1.200 oficinas de esportes, informática, artes marciais, artesanato, dança e música são abertas à comunidade.

Superintendência de Comunicação Institucional