AUDIÊNCIA PÚBLICA

Dificuldades no acesso a serviços públicos no Barreiro serão debatidas

Mais antiga que a própria capital, região tem 300 mil habitantes. Descentralização administrativa pode simplificar caminhos

segunda-feira, 20 Setembro, 2021 - 17:00
Cristo Redentor na região do Barreiro, durante o dia
Foto: Gercom Barreiro/PBH

Formada por 54 bairros e 18 vilas, com 70 mil domicílios que abrigam aproximadamente 300 mil habitantes (população equivalente à cidade de Palmas, capital do Tocantis), a Região do Barreiro tem grande número de pessoas que buscam por serviços públicos. A regionalização da atividade administrativa, aliada a instrumentos de participação popular, pode facilitar a rotina de quem mora ou trabalha na região, mais antiga do que a própria capital. O assunto será tema de audiência pública realizada pela Comissão de Administração Pública na quarta-feira (22/9), às 13h30, no Plenário Camil Caram, por solicitação da vereadora Iza Lourença (Psol). Cidadãos interessados no debate podem participar por meio de formulário eletrônico disponível no Portal CMBH até o encerramento da reunião.

No texto do requerimento, Iza Lourença explica que, apesar da aprovação do Plano Diretor do Município de Belo Horizonte (Lei 11.181/2019), que promoveu uma série de garantias de direito a áreas situadas na Região do Barreiro, a prestação de serviços públicos em geral “ainda está muito aquém do esperado”. Os convidados sugeridos foram o secretário municipal de Esportes e Lazer, Elberto Furtado Júnior; a secretária municipal de Cultura, Fabíola Moulin Mendonça; a secretária municipal de Política Urbana, Maria Fernandes Caldas; a representante do Instituto Macunaíma, Dulcineia do Carmo; Instituto Alforriado Matias; Viaduto das Artes e os cidadãos João Paiva, Ana Clara Ribeiro de Almeida, Gildemar Rodrigues da Silva, Simone Maria da Penha de Oliveira, Lívia Mara e Dessiane Cristina dos Santos Pereira. 

A Região do Barreiro tornou-se um pólo que integra Belo Horizonte a municípios vizinhos - Contagem, Ibirité, Brumadinho e Nova Lima. Seu território de 53km² de extensão ainda possui muitas áreas desocupadas que atraem novos moradores e empresas, impulsionando o crescimento local. Diversas áreas verdes e nascentes dividem espaço com a intensa atividade industrial e comercial da região. A região sedia o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, o terceiro maior parque em área urbana do país. 

Superintendência de Comunicação Institucional