EDUCAÇÃO E CULTURA

Audiência pública vai discutir protocolo de retomada das aulas presenciais na rede municipal

Comissão também aprovou pedidos de informações sobre novo leiaute da Feira Hippie e entidade de assistência a jovens com deficiência

quinta-feira, 15 Outubro, 2020 - 15:00
Foto: Karoline Barreto/CMBH

Parlamentares que integram a Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo aprovaram, na manhã desta quinta-feira (15/10), nova audiência pública para debater o protocolo de retorno das aulas presenciais na rede municipal de educação. O encontro ficou agendado para o dia 22 de outubro, às 10h30. Ainda na reunião foram aprovados o envio de pedidos de informações à Belotur e às Secretarias Municipais de Regulação Urbana e de Cultura acerca do novo leiaute da Feira da Afonso Pena, que irá abrigar o artesanato dos povos indígenas e do grupo Malucos BR. Confira aqui o resultado final da reunião.

Protocolo de retorno e mapeamento

Mesmo sendo contra o retorno das aulas presenciais, o parlamentar autor do requerimento da audiência pública se disse surpreendido com entrevista e divulgação do vídeo "Escolas públicas de BH se adaptam para volta às aulas", apresentado pela subsecretária municipal de Educação, Natália Araujo. Diante disso, o vereador justificou a importância de saber, dentre outros fatores, o tempo diário de permanência dos alunos na escola; os critérios para o revezamento dos estudantes; o distanciamento e o quantitativo de alunos por sala; o grau de autonomia das escolas para adaptarem o protocolo; se presença do aluno será obrigatória; a previsão para a conclusão das obras de reestruturação das escolas; se haverá política de suprimento de gastos com internet, telefone e outras necessidades impostas pelo teletrabalho para os professores; a proposta de ampliação do acesso aos conteúdos das plataformas digitais para alunos e professores, e os elementos de dimensionamento do quadro de professores, em função de comorbidades. A audiência, que é aberta à participação digital do público, ainda terá local a ser definido. Os interessados em participar do debate poderão enviar perguntas, comentários e/ou sugestões por meio de formulário digital que estará disponível aqui.

Ainda sobre a educação no município foi aprovado também requerimento com pedido de informações dirigido à secretária de Educação, Ângela Dalben, acerca do mapeamento socioeducativo realizado nas escolas municipais durante a interrupção das atividades presenciais do ano letivo de 2020, ocasionada pela pandemia do novo coronavírus. De acordo com a vereadora autora do pedido, é importante que a Comissão tenha acesso à integra do documento. “O mapeamento traz informações importantes sobre a comunidade escolar, como o número de alunos com acesso à internet. São dados essenciais para o trabalho desta Comissão”, argumentou.

Feira Hippie

Pedido de informação sobre o novo leiaute da Feira da Avenida Afonso Pena, a Feira Hippie, será dirigido à Secretaria de Política e Regulação Urbana, com cópia para a Belotur e a Secretaria Municipal de Cultura. Os documentos perguntam sobre o andamento novo leiaute da feira, contendo a disposição do corredor indígena, bem como o espaço para abrigamento dos artesãos Malucos BR – um grupo de artistas manuais que circulam pelo país e não possuem residência fixa. Em defesa do seu pedido, a vereadora autora do requerimento ressaltou que estes grupos precisam ser tratados a partir de suas especificidades, e esta era uma conversa já adiantada com os organizadores da feira e que, entretanto foi adiada em função da pandemia do coronavírus. “A feira hippie tem este espírito de diálogo. Não é só um negócio. Não é só sobre vender coisas. É para além disso. São peças únicas. É arte”, destacou.

Capacitação para pessoa com Deficiência

Também para garantir a continuidade das atividades, mas desta vez de uma associação que promove convivência e oportunidades de capacitação profissional e cultural de jovens com deficiência, foi aprovado requerimento com pedido de informações dirigido à Secretaria Municipal de Fazenda e a Subsecretaria de Administração e Logística. Na solicitação, o parlamentar autor do documento pede informações sobre o andamento do processo de permissão de uso de área no Bairro Jardim Gameleira, em favor da Associação Crepúsculo, Arte, Saúde e Educação sem Barreiras.

 De acordo com o parlamentar, seu gabinete teria sido procurado por uma senhora que tem um filho assistido pela entidade, e na ocasião foi informado de que os pais de jovens que frequentam a entidade estavam apreensivos com a notícia de que a associação encerraria as atividades, em função da disposição do proprietário do imóvel de vender o espaço. Todos os parlamentares presentes disseram conhecer o trabalho sério e importante que a entidade realiza e o requerimento foi aprovado por unanimidade.

Assista ao vídeo com a íntegra da reunião.

Superintendência de Comunicação Institucional

28ª Reunião Ordinária- Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo