VISITAS TÉCNICAS

Comissão vai a seis localidades do Barreiro ouvir demandas populares

Diagnóstico da prestação de serviços públicos será feito em locais como Conjunto Esperança, Olaria e Ocupação Irmã Dorothy

sexta-feira, 15 Outubro, 2021 - 18:30
Foto: Prefeitura de Juiz de Fora

A Comissão de Administração Pública realiza, na próxima semana, seis visitas técnicas com o objetivo de fazer o diagnóstico dos instrumentos de participação popular e a prestação de serviços públicos em geral na Região do Barreiro. Solicitadas por Iza Lourença (Psol), as visitas têm o objetivo de escutar as demandas das comunidades para coletar informações a fim de verificar possíveis providências institucionais posteriores, diante de uma crescente demanda dos cidadãos da região que tem chegado à Câmara Municipal de Belo Horizonte. Na segunda-feira (18/10), o destino é o Conjunto Esperança; na terça (19/10), a comissão vai aos Bairros Teixeira Dias, Olaria e Vila Bernadete; já na quarta (20/10), serão visitadas as Ocupações Irmã Dorothy e Camilo Torres. 

Na segunda-feira (18/10), às 15h, está agendada a visita ao Conjunto Esperança. Na terça-feira (19/10), estão agendadas visitas a três localidades: a primeira começa às 11h30, no Parque Ecológico Alfredo Sabetta, no Bairro Teixeira Dias. Para esta solicitação, foram convidadas as seguintes autoridades municipais: o superintendente de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), Henrique de Castilho Marques de Sousa, o diretor-presidente da Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel), Claudius Vinícius Leite Pereira, e a secretária municipal de Política Urbana, Maria Fernandes Caldas. A segunda tem início previsto para as 13h, no Bairro Olaria. E a terceira  está agendada para as 15h na Vila Bernadete. As Ocupações Irmã Dorothy e Camilo Torres serão visitadas na quarta-feira (20/10), às 10h e às 11h, respectivamente. Para as duas localidades, foram convidadas as mesmas autoridades municipais mencionadas anteriormente.

Reivindicações

Em audiência pública da mesma comissão sobre as diversas necessidades em relação à urbanização da Região do Barreiro, moradores de diferentes bairros fizeram uma série de reivindicações. Solicitado por Iza Lourença e realizado no dia 22 de setembro, o evento deu espaço a diversas demandas envolvendo acesso a serviços básicos, como falta de energia elétrica e de asfalto e fornecimento intermitente de água, além de falta de equipamentos ou infraestrutura em parques da região e campos de futebol. Também foram apontadas dificuldades no acesso à cultura. Representantes de diversos setores da Prefeitura de Belo Horizonte relataram esforços para obtenção de recursos destinados a investimentos em mobilidade, urbanização, habitação e cultura na região. 

Formada por 54 bairros e 18 vilas, com 70 mil domicílios que abrigam aproximadamente 300 mil habitantes (população equivalente à cidade de Palmas, capital do Tocantis), a Região do Barreiro tem grande número de pessoas que buscam por serviços públicos. O Barreiro tornou-se um pólo que integra Belo Horizonte a municípios vizinhos - Contagem, Ibirité, Brumadinho e Nova Lima. Seu território de 53km² de extensão ainda possui muitas áreas desocupadas que atraem novos moradores e empresas, impulsionando o crescimento local. Diversas áreas verdes e nascentes dividem espaço com a intensa atividade industrial e comercial da região. A região sedia o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, o terceiro maior parque em área urbana do país.

Superintendência de Comunicação Institucional