TRÂNSITO NO BARREIRO

Solução para congestionamento em avenida que divide BH e Ibirité será estudada

Foi proposta a instalação de placas proibitivas de parada e estacionamento de ambos os lados da avenida

quinta-feira, 4 Abril, 2019 - 15:30
Foto: Divulgação/CMBH

Após reclamações de moradores e comerciantes da Avenida Serrinha, no Vale do Jatobá, Região do Barreiro, que faz divisa entre Belo Horizonte e Ibirité, a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário realizou, nesta quinta-feira (4/4), visita técnica à avenida, quando foram constatados problemas de congestionamento. Soluções apontadas no encontro, como a instalação de placas proibitivas de parada e estacionamento em ambos os sentidos, dividiram opiniões entre os comerciantes, que sofrem mais diretamente os impactos do tráfego. Dessa forma, a BHTrans fará a revitalização da sinalização nesse trecho e agendará reunião com os comerciantes, para que seja avaliada a melhor alternativa para resolver a questão.

Conforme informou o vereador Wesley Autoescola (PRP), que já havia realizado em abril de 2018 visita técnica à Avenida Serrinha, há sinalização proibitiva de um dos lados da avenida, que pertence a Ibirité, sendo permitido somente parar. Do lado que pertence a Belo Horizonte, próximo à Rua Francisco Martins Marques, é permitido parar e estacionar. 

Soluções apontadas

Na visita, foram apontadas por comerciantes, moradores e parlamentares algumas medidas para solucionar o problema, entre elas a colocação de placas proibitivas de parar e estacionar dos dois lados da avenida, de modo que motoristas e clientes de lojas localizadas na avenida estacionem seus veículos em vias laterais que cortam a mesma. Também foi proposta a instalação de placas de carga e descarga do lado onde hoje é permitido parar e estacionar. Também foi solicitada pela comunidade a revitalização de faixas de pedestre e da sinalização.

O vereador Wesley Autoescola manifestou-se favorável à colocação de placas proibitivas de ambos os lados da avenida, propondo à BHTrans que seja feito um teste inicial e, se for o caso, que sejam repensadas novas ações para aliviar o congestionamento.

O vereador João de Barro, de Ibirité, reforçou a preocupação com o estacionamento de veículos no local, que segundo ele trava o trânsito em todos os sentidos, ressaltando que a avenida é estreita, sendo o único acesso para as vias laterais.

Avaliação técnica

O gerente da BHTrans, Anderson Leal, alertou, por sua vez, os presentes quanto à impossibilidade de alterar a direção da Avenida Serrinha para mão única e quanto à dificuldade de proibir as pessoas de parar e estacionar em ambos os lados da avenida, devido à circulação intensa de motoristas e pedestres e ao comércio local.

Leal informou que será elaborado projeto de revitalização da sinalização nesse trecho e que será agendada reunião com os comerciantes, a fim de verificar a proposta de permissão de parada e estacionamento nos dois sentidos da avenida (sentido Bairro-Centro).

O vereador Juliano Lopes (PTC) ressaltou a importância de se buscar alternativas e solução compartilhadas entre as prefeituras dos dois municípios para que seja oferecido o  melhor à comunidade, aos comerciantes e a todos os trafegam na avenida.

Superintendência de Comunicação Institucional

 

Visita técnica para providenciar melhorias em diversas áreas concernentes ao trânsito na Av. Serrinha, no Vale do Jatobá - Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário