CASAS DE SHOWS

Empresas irregulares junto ao Corpo de Bombeiros serão chamadas a se explicar

De 23 casas de show analisadas pela comissão, apenas três contam com Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB)

sexta-feira, 9 Novembro, 2018 - 18:15
Foto: Abraão Bruck / CMBH

Vinte casas de show que não contam com Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) foram convidadas a comparecer à audiência pública da Comissão Especial de Estudos - Segurança em Casas de Show do município, que acontecerá no dia 18 de dezembro, às 13h, no Plenário Amynthas de Barros. A realização da reunião foi deliberada nesta sexta-feira (9/11), quando parlamentares externaram sua preocupação com a ausência dessa documentação, que visa a garantir segurança contra incêndio e situação de pânico.

Vereadores membros da comissão temporária que analisa a segurança nas boates e casas de show da cidade temem que irreguladades nesses estabelecimentos ponham em risco frequentadores e funcionários. A intenção deles é evitar tragédias como a ocorrida na casa de shows Canecão Mineiro, em 2001, quando um incêndio matou sete pessoas e deixou quase 200 feridas. Dos 23 estabelecimentos analisados quanto à regularidade da situação junto ao Corpo de Bombeiros, apenas três apresentaram o AVCB válido: Bar Nacional, na Rua Avelino Esteves da Silva; Duck Casa Noturna, na Rua Pernambuco; e Lord Pub, na Rua Viçosa.

No requerimento da audiência pública, assinado por Irlan Melo (PR), constam da lista de convidados representantes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, Polícia Civil, Ministério Público, governo estadual e Prefeitura.

O vereador Wagner Messias Preto (DEM) classificou como absurdo o funcionamento de casas de show sem AVCB, defendendo que aquelas que não estiverem em situação regular junto ao Corpo de Bombeiros devem ser interditadas.

De acordo com o vereador Gabriel (PHS), é necessário separar aqueles empreendedores que querem regularizar sua situação, mas sofrem com a morosidade do Poder Público, de outros que não buscam cumprir as medidas de segurança.

A audiência pública também irá buscar soluções para minimizar os casos de violência que ocorrem no entorno das casas de show. O requerimento para realização do evento faz referência à morte ocorrida, no começo de julho deste ano, nas proximidades da boate Jolie. E salienta a necessidade de que casos como esse sejam apurados e esclarecidos.

Pedido da informação

Outro requerimento aprovado diz respeito a um pedido de informação destinado à Prefeitura. O objetivo é obter escalrecimentos sobre a regularidade da casa de shows Jolie, localizada na Avenida Dom Pedro I, 402, Bairro Itapuã. Os vereadores também solicitaram que os alvarás da empresa sejam apresentados.

Assista ao vídeo da reunão na íntegra

Superintendência de Comunicação Institucional

9ª Reunião - Comissão Especial de Estudo: Segurança das Casas de Show