CENTROS DE SAÚDE

Falta de segurança e de espaço físico comprometem unidade Vila Oeste

Relatório com os problemas disgnositicados em visita técnica serão encaminhados à PBH pela Comissão de Saúde

quarta-feira, 24 Outubro, 2018 - 15:45
Vereador Irlan Melo, gerente do Centro de Saúde João XXIII, Flávia Queiroga Dayrell, e representante da Coordenação da Administração Regional Oeste, em visita técnica ao Centro de Saúde João XXIII, Bairro Vila Oeste
Taís Alves

Falta de segurança, de espaço físico e necessidade de ampliação do atendimento na sala de odontologia. Esses foram alguns dos problemas encontrados pela Comissão de Saúde e Saneamento, em visita técnica ao Centro de Saúde João XXIII, no Bairro Vila Oeste, nesta quarta-feira (24/10). A Comissão encaminhará à Secretaria Municipal de Saúde as demandas apontadas, para que sejam tomadas as providências necessárias. O requerente da visita foi o vereador Irlan Melo (PR).

Criado há 15 anos, o centro de saúde conta hoje com 3,5 mil usuários cadastrados e 38 funcionários. São realizados cerca de 180 atendimentos por dia. Reformada em 2008, a unidade deve passar por nova nova revitalização. Contudo, para a gerente do equipamento, Flávia Queiroga Dayrell, a reforma não atende à demanda, sendo necessária uma ampliação do espaço físico, com instalação de mais dois consultórios (atualmente existem quatro), de uma sala de coleta e de uma sala de reuniões capaz de comportar um número maior de funcionários. Segundo a gestora, devido à falta de espaço físico, em alguns casos a equipe atende os pacientes na sala de reuniões.

Na oportunidade, foi solicitada, também, a instalação de armários para a sala de vacinação e de enfermagem, bem como sugerido a que o telhado seja trocado. Observou-se, ainda, na visita, que em vários pontos, o centro de saúde não possui laje; e que o setor de Zoonoses não oferece aos Agentes de Combate a Endemias (ACEs) local apropriado para banho. Foi verificado, ainda, que pode ser ampliado o atendimento na sala de Odontologia, com a contratação de mais um profissional. Outros problemas observados foram falta de ventilação, placa de entrada do posto danificada e ausência de grades, muro baixo e ronda pouco frequente da Guarda Municipal, comprometendo a segurança de quem frequenta o espaço.

Encaminhamentos

Fazendo um balanço da visita, o vereador Irlan Melo (PR), que requereu o encontro, informou que a comissão encaminhará à Secretaria Municipal de Saúde os problemas constatados, como falta de segurança, solicitando o aumento da altura do muro e a instalação de cerca elétrica. Outro ponto a ser repassado à PBH é a necessidade de ampliação do espaço físico, incluindo salas, consultórios, banheiros (Zoonoses), além da construção de uma laje. Para a odontologia, será solicitada a ampliação do consultório e do número de profissionais. No tocante ao atendimento psicológico, na qual foi apurada carência de profissionais, será demanda à Secretaria a contratação de um psicólogo, operação que segundo a gerência do posto já estaria acordada.

Também estiveram presentes representantes da Coordenadoria de Atendimento Regional Oeste, da Comissão Local de Saúde e do Conselho Distrital de Saúde Oeste.

Superintendência de Comunicação Institucional