AUDIÊNCIA PÚBLICA

Anel Rodoviário segue na pauta da Câmara em mais um debate aberto

A via é palco de acidentes constantes que já vitimaram centenas de pessoas. Fluxo é de 160 mil veículos por dia

terça-feira, 16 Maio, 2017 - 14:15
Foto: Divino Advincula / Portal PBH

Um cenário de violência, com vítimas de atropelamentos, batidas e capotamentos. Construído há mais de 50 anos, o Anel Rodoviário de Belo Horizonte impõe uma rotina de medo a motoristas e moradores do entorno. Enquanto não são cumpridas as promessas de reforma, a via segue reunindo quase 45% dos acidentes de trânsito da cidade.Tema de audiências públicas, comissão especial e frente parlamentar na Câmara de BH, a requalificação da rodovia volta à pauta da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Transporte e Sistema Viário, nesta quinta-feira (18/5), às 13h30, no Plenário Helvécio Arantes.

Assim como as estratégias de enfrentamento dos acidentes, o vereador Jair di Gregório (PP), que solicitou a reunião, quer saber dos órgãos competentes quais as providências que estão sendo tomadas no tocante à construção do Rodoanel. Com 66 quilômetros de extensão, o Rodoanel teria como objetivo interligar as rodovias do entorno da capital, como as BRs 040 e 381, e as MGs 010 e 424, viabilizando a eliminação do tráfego de veículos pesados no Anel, situação que traria fluidez ao trânsito e contribuiria para a prevenção de desastres.

Para discutir os assuntos e buscar soluções para o problema foram convidados para audiência pública representantes das Secretarias Municipais de Desenvolvimento, de Governo, de Obras e Infraestrutura, da BHTrans, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), e das Procuradorias Gerais do Município e de Justiça do Ministério Público do Estado de Minas Gerais.

Superintendência de Comunicação Institucional