VALE DO JATOBÁ

Moradores querem gestão compartilhada de complexo esportivo

Mato alto, buracos nas grades, telas rasgadas, portas sem maçanetas e banheiros sem iluminação prejudicam o uso do espaço

quinta-feira, 30 Março, 2017 - 19:30
Visita Técnica ao Complexo Esportivo Vale do Jatobá
Foto: Divulgação/Gabinete Juliano Lopes

Construído a partir de mobilização comunitária, por meio do Orçamento Participativo (OP), o Complexo Esportivo Vale do Jatobá e Região, no Barreiro, foi entregue aos moradores em agosto de 2009. Contudo, a comunidade denuncia a falta de manutenção e cuidado do poder público, deixando em estado crítico as condições sanitárias e estruturais do espaço. Em visita da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo ao local, na tarde desta quinta-feira (30/3), os vereadores lamentaram a situação do centro esportivo e vão enviar relatório à prefeitura, cobrando medidas administrativas. Os moradores e usuários da unidade propuseram a criação de um conselho gestor popular para dialogar diretamente com o poder público.

O complexo esportivo foi criado em torno de um antigo campo de futebol de várzea, instalado no local há quase 50 anos, que recebe dezenas de usuários diariamente, além de campeonatos amadores locais e regionais, como a Copa Itatiaia e o Torneio Corujão. Após intervenções do OP, foram instaladas uma quadra poliesportiva com arquibancada e vestiários, uma área de skate e uma sala multiuso, onde acontecem diversas atividades como academia da cidade, aulas de dança e capoeira.

Realidade do local

Na área externa, onde seriam os jardins e a pista de corrida, apenas se vê o mato alto cobrindo todo o caminho. Visita Técnica ao Complexo Esportivo Vale do Jatobá. Foto: Divulgação/ Gabiente Juliano LopesNo parquinho para crianças, alguns brinquedos estão quebrados ou danificados. A tela de proteção em volta da quadra coberta está rasgada, dois banheiros estão sem iluminação, a porta do vestiário masculino não tem maçaneta, e o vestiário feminino não pode ser acessado porque a entrada está dentro da sala de depósito, que permanece trancada.

“O complexo está em péssimo estado de conservação. A população do Vale do Jatobá não merece essas condições. É uma vergonha”, denunciou o vereador Juliano Lopes (PTC), autor do requerimento para a visita. “Vazamento no ginásio, cerca quebrada... Se continuar dessa forma, o espaço vai acabar”, lamentou o parlamentar, anunciando que vai apresentar requerimento à comissão, cobrando medidas urgentes da prefeitura.

Gestão compartilhada

Moradores e usuários do complexo denunciaram a falta de segurança no espaço, o que tem permitido depredações no equipamento e mau uso das instalações durante a noite. Representante do Estrela do Vale, um dos times de futebol amador da região, Vanderlei Duarte contou que, no ano passado, os próprios usuários haviam se articulado e construído uma cisterna com bomba d’água para molhar o campo, mantendo a grama viva e a poeira baixa. No entanto, a estrutura foi logo depredada e, então, desativada pela Regional Barreiro.

Os moradores contam que o espaço contava com dois guardas municipais que auxiliavam os vigias na segurança da área. Porém, há cerca de dois anos, os guardas foram retirados, e o complexo conta apenas com um vigia por turno, que exerce a função de porteiro e não teria condições de circular todo o perímetro. Para agravar a situação, o complexo está atualmente sem um gerente, sobrecarregando a equipe de porteiros e limpeza.

Perspectivas

Gerente de Planejamento e Controle de Equipamento Esportivo, Zaner de Araújo acompanhou a visita técnica representando a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. O gestor reconheceu a necessidade de manutenção no espaço e afirmou que levará as demandas à Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) para que providencie as intervenções de reforma. Araújo destacou que a secretaria já conhecia muitos dos problemas apresentados, mas tem enfrentado falta de recursos e de pessoal para destinar aos equipamentos esportivos.

Visita Técnica ao Complexo Esportivo Vale do Jatobá. Foto: Divulgação/ Gabiente Juliano LopesCoordenador de Administração Regional Municipal Barreiro, Walmir Anselmo entende que o principal desafio a ser enfrentado no local é a mudança cultural, sugerindo que a comunidade é quem deve cuidar melhor do espaço. “O complexo esportivo não está abandonado. Há várias atividades regulares aqui: vôlei, peteca, futebol, academia... Precisamos é que as pessoas saibam compartilhar o espaço”, afirmou o gestor, propondo a realização de mais eventos para que o complexo seja ocupado pela comunidade e afaste aqueles que querem depredar a estrutura.

Morador do Vale do Jatobá há mais de 30 anos, o vereador Wesley Autoescola (PHS) lamentou a falta de manutenção do complexo esportivo, reforçando a importância desse espaço para a comunidade. “Lembro quando aqui era só um campo de futebol, com uma lagoa ao lado, onde o pessoal pescava”, contou o parlamentar, destacando que a revitalização da unidade seria uma intervenção de baixo custo e representaria a valorização de um patrimônio cultural local.

Próximas ações

Durante a visita, foi encaminhada a criação de uma comissão local para dialogar com a prefeitura e buscar soluções. A proposta é que o grupo seja formalizado como um conselho gestor popular do Complexo Esportivo Vale do Jatobá. A primeira reunião seria realizada ainda na noite de hoje (quinta-feira, 30/3), na sede do Conselho Comunitário, quando seriam definidas as pautas a serem levadas ao Executivo. Ficou prevista, para a próxima terça-feira (4/4), a partir das 14h, uma reunião entre a comissão local e o secretário de Administração Regional Municipal Barreiro, na sede da Regional, para deliberar sobre a gestão compartilhada do espaço e intervenções de manutenção.

O vereador Juliano Lopes apresentará requerimento à Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo para o envio de ofício à Secretaria Municipal de Governo, cobrando ações imediatas de manutenção no espaço. O documento pede soluções para a infiltração na sala multiuso, retorno da Guarda Municipal, desentupimento dos encanamentos nos banheiros, reforma nas telas do ginásio, conserto das cercas no alambrado, iluminação nos banheiros e instalação de nova porta no vestiário feminino, externa à sala de depósito.

Superintendência de Comunicação Institucional

Tema: