ODILON BEHRENS

Pacientes aprovam atendimento do hospital, UPA e centro de especialidades

Relatório com sugestões a respeito das melhorias necessárias serão encaminhados à PBH

quinta-feira, 6 Abril, 2017 - 16:30
Foto: Rafa Aguiar / CMBH

Atendendo ao cronograma de visitas técnicas da Comissão de Saúde e Saneamento às unidades de saúde da capital, na manhã desta quinta-feira (6/4), foi a vez do Hospital Odilon Behrens (HOB) e do Centro de Especialidades Médicas Pampulha (CEM). O requerente da visita, vereador Catatau da Itatiaia (PSDC) aproveitou a oportunidade para conhecer também a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Odilon Behrens, já parte do mesmo complexo do hospital. Com o objetivo de vistoriar as condições estruturais, o funcionamento dos serviços e o atendimento dado aos pacientes, o parlamentar se mostrou satisfeito com o que foi constatado.

Com um total de 378 médicos, o Hospital Odilon Behrens foi o primeiro local vistoriado. A qualidade no atendimento, o comprometimento da equipe médica e dos profissionais de apoio foram imediatamente observados por Catatau. Ao percorrer as instalações, juntamente com gestores da unidade, o parlamentar ouviu elogios dos pacientes e acompanhantes. Problemas como falta de insumos, medicamentos e insalubridade não foram detectados.

De acordo com a gerente de Urgência da Secretaria Municipal de Saúde, Susana Rates, muita coisa ainda precisa ser melhorada, como por exemplo, a realização de algumas obras de reforma no HOB. O superintendente do complexo hospitalar, Danilo Borges Matias, por sua vez, questionou o fato de “um hospital desta magnitude não receber verba de emenda parlamentar”. Matias explicou que existem projetos aprovados para estas obras de melhoria na estrutura física do hospital, aguardando apenas a liberação de recursos para a realização.

Centro de Especialidades  

Implantado para oferecer atendimento nas especialidades clínicas de maior demanda no sistema de saúde, o CEM Pampulha é hoje um dos mais procurados pela população de Belo Horizonte. Com atendimento de cardiologia, dermatologia, endocrinologia, mastologia, neurologia, ortopedia e otorrinolaringologia, o CEM atende anualmente cerca de 30 mil pessoas e funciona no ambulatório do HOB.

Para Catatau, membro efetivo da Comissão de Saúde e Saneamento, mesmo satisfeito com o que foi apurado, alguns pontos ainda carecem de melhoria nas unidades visitadas. Na UPA Odilon Behrens, em conversa com usuários e pacientes, ele ouviu muitos elogios, mas também algumas queixas. Uma das reclamações diz respeito à insuficiência tanto de cadeiras de rodas, como de cadeiras para pacientes e acompanhantes que estão à espera de atendimento.

Outras necessidades foram constatadas durante a visita, como a construção de uma passarela que viabilize a ligação entre os dois anexos (UPA e HOB) e a readequação dos dois elevadores da UPA, que hoje não têm capacidade de transportar pacientes em macas. Catatau esclareceu que, como resultado da visita, a comissão vai elaborar relatório a ser entregue ao prefeito Alexandre Kalil, com descritivo da avaliação efetuada pelo colegiado e das sugestões de melhorias elaboradas em conjunto pelos vereadores e gestores do hospital.

Superintendência de Comunicação Institucional

[flickr-photoset:id=72157680284021141,size=s]